Mês: julho 2011

Mutirão pela vida e contra as drogas no Ceasa
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
27/07/2011 | 10h56 | Saravida

A Saravida, entidade pernambucana que presta atendimento a usuários de drogas e familiares, inicia hoje o projeto Mutirão pela Vida no Ceasa. Nestas quarta e quinta-feira, das 9 h às 17 h, em uma tenda instalada no pátio do milho do centro de abastecimento alimentar serão oferecidos os serviços de prevenção e tratamento de dependentes químicos, formação de grupos de auto-ajuda, grupos informativos, depoimentos de ex-usuários, distribuição de materiais educativos e apresentações culturais.

O evento conta com o apoio da Associação Usuários com Ceasa (Assucere), do Sindicato do Comércio de Hortifrutigranjeiros de Pernambuco (Sindfrutas) e demais Associações que fazem parte do Ceasa.

reforço na saúde – Samu passa a contar com helicóptero para resgate aeromédico

A cerimônia de entrega das unidades acontece na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES), no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife
Publicado em 26/07/2011, às 07h45
Do JC
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Metropolitano, sediado no Recife, passa a contar, a partir da manhã desta terça-feira (26), com os serviços de mais três ambulâncias (sendo duas de suporte básico e uma UTI) e um helicóptero para resgates aeromédicos. Já o Samu de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, vai receber mais uma ambulância de suporte básico. A cerimônia de entrega das unidades acontece na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES), no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife.

“A entrega de mais um helicóptero é um reforço muito importante para o Samu Metropolitano, que vai poder dobrar o número de resgates aéreos. Este tipo de veículo consegue chegar a lugares de difícil acesso, em que as ambulâncias encontram dificuldade. Além disso, a rapidez deste tipo de resgate, dependendo da gravidade do paciente, faz a diferença entre a vida e a morte”, salientou o secretário estadual de Saúde, Antonio Carlos Figueira, que participa da entrega junto com com Wilson Damázio, secretário de Defesa Social, e Gustavo Couto, secretário de saúde do Recife.

Atualmente, o Samu Metropolitano conta com um helicóptero, que realiza, em média, 40 remoções por mês, em um raio de 300 quilômetros. Com a aquisição da nova aeronave, a previsão é de que o serviço passe a fazer cerca de 80 resgates mensais. O Samu possui, ainda, 74 ambulâncias, sendo 62 básicas e 12 UTIs, e 11 motolâncias. Já o Samu de Caruaru possui 22 ambulâncias básicas, 2 de suporte avançado (UTI) e 1 motolância.

Cada unidade de suporte básico representa um investimento de R$ 110 mil em sua compra, com a atuação de um técnico de enfermagem e um condutor a cada plantão de 12h. Já as UTIs custam R$ 150 mil e contam com uma equipe multidisciplinar, formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e condutor. No caso dos helicópteros, a equipe é formada por piloto, médico, enfermeiro e tripulante operacional, e o custo de compra é de aproximadamente R$ 5 milhões.

“Brasil sem miséria” chega ao NE – Segunda, 25 Julho 2011 02h01 -Folha de Pernambuco – Dilma Rousseff lança plano em Arapiraca junto com governadores da Região

Por Gylberto Prazeres – PESQUEIRA – A presidente Dilma Rousseff lançará, na tarde de hoje, no Nordeste, o plano “Brasil sem miséria”. O evento será no município alagoano de Arapiraca. O primeiro compromisso está marcado para as 13h com os nove governadores da Região. A meta é alistar 800 mil famílias que receberão de R$ 32 a R$ 242 do Bolsa Família, mensalmente. Este número representa 59% do total de beneficiados. O programa tem um orçamento anual de R$ 20 bilhões, e é apresentado como uma das principais bandeiras do Governo Federal para os próximos anos. Ainda durante a campanha eleitoral do ano passado, a então candidata Dilma prometeu acabar com a miséria no Brasil. Na época, a petista indicou que essa seria a maior preocupação de sua gestão.

A assinatura, hoje, do termo de pactuação é vista, pelo governador Eduardo Campos (PSB), como um passo importante do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) para o enfrentamento da desigualdade social do País. Durante sua passagem, ontem, por Pesqueira (Agreste), onde prestigiou a cerimônia de despedida do bispo da Diocese local, Dom Francisco Biasin, o socialista revelou uma expectativa muito positiva no sucesso das ações do programa.

“Acho que essa é uma cau­sa, como a própria presidente Dilma Rousseff diz, que tem de ser de todos os brasileiros. Num momento tão bonito na vida do Brasil, é preciso que haja uma corrente para que tenhamos providências em nível de gestão municipal, estadual e federal”, defendeu Campos, que confirmou presença em Arapiraca.

O plano foi lançado, nacionalmente, no início de junho e projeta a transferência de renda, acesso a serviços públicos, nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica, além de inclusão produtiva. Para isso, o Governo projetou um conjunto de ações que incluem a criação de novos programas e a ampliação de iniciativas já existentes, em parceria com estados, municípios, empresas públicas e privadas e organizações da sociedade civil.

“É um programa para a gente botar o Estado mais próximo dos brasileiros. É o Brasil oficial se aproximando do Brasil real. Acho que essa é uma bela tarefa que a presidente coloca na pauta da política brasileira”, comemorou o governador Eduardo Campos.

As famílias extremamente pobres que ainda não são atendidas pelos planos sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família, deverão ser identificadas pelas gestões municipais e estaduais, para que possam ser incluídas de forma integrada nas ações governamentais, de acordo com as suas necessidades. A meta é alcançar quem tem renda de até R$ 140, até 2013. Para este ano, o Governo quer beneficiar 320 mil famílias, mas os números poderão ser revistos conforme os dados do Censo 2010.

ESTADO ABRIRÁ 150 LEITOS ATÉ DEZEMBRO – FOLHA DE PERNAMBUCO – 22/07/2011

Com mais 40 leitos de UTI abertos em uma semana, o Governo Eduardo Campos já implantou, desde 2007, 557 vagas de terapia intensiva na rede pública de saúde. O aumento na oferta dessa assistência médica especializada fez reduzir em 50% a fila de espera por um leito, que já chegou a mais de 80 pacientes. Em entrevista à Folha, o secretário Antonio Carlos Figueira anunciou a implantação de mais 150 leitos até o final do ano, com um investimento de R$ 12 milhões em obras mais R$ 4 milhões de custeio mensal.

“A ampliação da oferta e a descentralização da assistência em terapia intensiva são uma prioridade do governador Eduardo Campos. Em menos de uma semana, abrimos 40 leitos no Alfa (Boa Viagem), Nossa Senhora do Ó (Paulista), Casa de Saúde e Maternidade de Limoeiro e Casa de Saúde Santa Rosa (Palmares), todos privados conveniados ao SUS. As cidades de Limoeiro e Palmares, pela primeira vez, contam com esse tipo de atendimento”, informou o secretário.

Na próxima semana, estão previstas inaugurações no Hospital Maria Lucinda (10 leitos) e São Salvador (5). Outros hospitais onde serão abertas vagas até o final do ano são Pelópidas Silveira (28 leitos), Imip (20), Sílvio Magalhães – Regional de Palmares (20), Waldemiro Ferreira – Regional do Agreste (10), Dom Moura – Regional de Garanhuns (10), Inácio de Sá – Regional de Salgueiro (10), Fernando Bezerra – Regional de Ouricuri (10) e João Murilo – Regional de Vitória (10). Outros 17 leitos serão licitados à rede privada conveniada, completando as 150 vagas. Com isso, o SUS passará a ter 785 leitos – até 2007, eram apenas 228 para toda a população usuária da rede pública.

Em matéria publicada na edição de on­tem da Folha, familiares de pacientes internados no Hemope denunciaram um possível risco fechamento dos leitos, implantados em 2005, devido à falta de médicos intensivistas no setor. Antonio Carlos Figueira, no entanto, descarta essa possibilidade. “Não trabalhamos com fechamento, mas com a abertura de serviços. Existe uma dificuldade, tanto na rede pública quanto particular, em encontrar médicos intensivistas disponíveis no mercado. Porém, todas as iniciativas estão sendo adotadas. Convocamos, do concurso para médicos, realizado em 2009 (ainda em vigor), 90 intensivistas para adultos e 18 pediátricos. Esses foram todos os profissionais aprovados no processo. E já abrimos nova seleção pública para a especialidade, o que evitará qualquer fechamento em nossa rede”, ratificou o secretário, tranquilizando a população.

Contratação

Foi publicado, no Diário Oficial da última quarta-feira, um edital para contratação de intensivistas para o Hemope, Getúlio Vargas e Agamenon Magalhães. Médicos com especialidade em terapia intensiva podem se inscrever na sede da Secretaria Estadual de Saúde, no Bongi, até o dia 29 de julho. O edital está disponível no site www.saude. pe.gov.br. Outras informações pelo fone: 3184.0017.

Lula quer garantia de verba para Pernambuco- Folha de Pernambuco – 22/07/2011

Desencarnar da Presidência da República parece ser a “missão” mais difícil que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta cumprir, após ter deixado o comando do Palácio do Planalto. Quem foi ao Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, ontem, viu um político que não esconde as dificuldades que esse processo lhe impõe. “Desencarno é quando a gente deixa a Presidência. A gente tem que desencarnar, e eu estou em processo de desencarnação. E nem nominata eu tenho”, brincou, arrancado risos da plateia. Nos bastidores, o não desligamento de Lula pôde ser percebido pela preocupação demonstrada por ele em saber qual o tratamento que sua sucessora, Dilma Rousseff (PT), tem dado ao Estado. Logo após desembarcar, Lula questionou se ela ajudou no enfrentamento aos efeitos das chuvas que afetaram a Mata Norte.

O ex-presidente perguntou se o que ocorreu no município de Goiana tem ligação aos desastres registrados na Mata Sul, no ano passado, e se o Governo Federal estava ajudando na reconstrução. Nesse momento, o governador Edu­ar­do Campos (PSB), o prefeito do Recife, João da Costa (PT), e o senador Humberto Costa (PT) explicaram que a cidade em questão está localizada na Mata Norte, e que as enchentes – visitadas por ele – era em outra região.

O mesmo tema também foi discutido no almoço oferecido pelo governador Eduardo Campos, em sua residência, a Lula. O momento, que inicialmente não estava inserido na agenda do petista, durou pouco mais de duas horas. Durante o início da noite de ontem, circulou a informação de que o ex-presidente ainda apurou com o governador como andam os projetos federais em Pernambuco. A resposta foi positiva.

O tratamento recebido pelo petista parece não contribuir para o seu desligamento total do antigo posto. Chamado de “eterno presidente” pelos oradores que o antecederam na celebração dos cinco anos da Orquestra Criança Cidadã, Lula não se fez de rogado no momento de enumerar, durante discurso, os feitos de seu Governo.

Contudo, não só os ilustres se reportaram ao ex-presidente Lula como se ele ainda estivesse no comando do País. Os populares que estavam no Parque Dona Lindu o recepcionaram de forma calorosa, pedindo, em alguns momentos, uma nova candidatura sua à Presidência da República. O petista, como em tempos atrás, posou para fotos, distribuindo sorrisos, abraços e até segurou crianças no colo. Ao deixar o parque, ele ainda ouviu um coro que ficou marcado durante seus oito anos de mandato: “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula!”

LULA VISITA ORQUESTRA CRIANÇA CIDADÃ – 21-07-2011-FOLHA DE PERNAMBUCO

Presente no Recife pela primeira vez depois passar a Presidência da República para Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será homenageado, hoje à noite, pela Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, que este ano completa cinco anos de existência. Coordenador do projeto, o juiz João Targino ressaltou que a homenagem ao petista representa um reconhecimento ao apoio dado por ele, durante os primeiro anos da orquestra.

“Foi uma série de gestos de apoio do então presidente Lula. Em abril de 2008, o projeto estava passando por dificuldades financeiras e o presidente colaborou com a ajuda da Caixa Econômica. Ele também providenciou a apresentação da orquestra para 33 chefes de Estado, na Costa do Sauípe. Depois, no programa do Faustão. A homenagem é um tributo de gratidão ao ex-presidente”, salientou o coordenador.

A visita à Capital pernambucana faz parte da agenda do petista, que ultimamente tem se dedicado a palestras e homenagens. Amanhã o ex-presidente participará, receberá títulos de Honoris Causa, de universidades, e almoçará com o governador Eduardo Campos (PSB) e lideranças da Frente Popular.

Dando início à turnê nacional, o ex-presidente visitou, ontem, a Bahia. “Vou voltar a percorrer o Brasil. Tem muita coisa para ser feita. Sou um ajudante da presidente Dilma”, disse Lula, completando em seguida: “Tenho convicção da competência dela. O petista visitou Dona Canô – mãe dos cantores Caetano Veloso e Maria Bethânia – na cidade de Santo Amaro da Purificação. “Hoje (ontem) é o Dia do Amigo e por isso eu vim visitar uma amiga”, disse Lula, na porta da casa – onde está colado um adesivo com a estrela do PT.

Conversando com Dona Canô, que tem 103 anos e ficou hospitalizada durante uma semana, no início de julho, o ex-presidente brincou com a internação da matriarca. “Por que não chamou a Samu? Se chamar a Samu e ela não atender, pode cortar outro dedo meu”, disse o ex-presidente. O governador baiano, Jaques Wagner (PT), afirmou que Lula propôs a criação de uma “escolinha em Santo Amaro para ensinar o pessoal a bater pênaltis, para a gente não passar vergonha que nem passou lá (na Argentina, na eliminação do Brasil da Copa América)”.

Questionado sobre a atuação de Lula após deixar a Presidência, o governador afirmou que ele continuará fazendo política. “Ele é um ser político, um militante do PT. Vai continuar rodando o País defendendo o projeto político em que acredita e o governo da presidente Dilma”, ressaltou. De Santo Amaro, Lula seguiu, de helicóptero, para Feira de Santana, também na Bahia, onde visitará, ainda hoje, um hospital construído durante sua gestão.

TRANSPORTES

Já em Feira de Santana, ao comentar a crise no Ministério dos Transportes, o ex-presidente Lula afirmou que é necessário punir quem “não age com honestidade e decência”. “Se cometeram erros, as pessoas devem ser punidas. Isso vale para a presidente Dilma, valia para mim e vale para qualquer um”, disse. “Se agiram corretamente, elas serão absolvidas”, acrescentou.

Qualidade da telefonia móvel na berlinda: operadoras lideram rankings das queixas

Quarta, 20 Julho 2011 08h26 – Folha de Pernambuco.

O seu celular entrou em pane nas últimas semanas? Passou horas ou até mesmo um dia inteiro sem funcionar? Além disso, para conseguir realizar chamadas você precisa de várias tentativas e a ligação ainda cai constantemente? A maioria dos usuários de telefones móveis do Estado tem se queixado muito desse tipo de problema com as operadoras. Nas redes sociais, as reclamações se tornam mais recorrentes a cada dia. Os queixosos utilizam cada vez mais o Twitter e Facebook como canal de troca de informações sobre os problemas em comum, dando ainda mais visibilidade às reivindicações.
Desde o começo deste ano, as empresas telefônicas têm causado uma grande dor de cabeça para os consumidores. O usuário, que paga por um serviço, acaba muitas vezes sem conseguir usufruir dele nem em suas condições básicas. Completar uma ligação, conseguir sinal para iniciar a chamada, permanecer nela o tempo que gostaria, ter acesso à rede 3G e até mes­mo enviar e receber SMS, de forma geral, são funções que acabaram entrando na lista dos serviços falhos e que es­tão entre as principais queixas, independente do plano contratado e da operadora escolhida.

O casal Pérola Fonsêca e Rodrigo França tem problemas diariamente com seus celulares TIM. Segundo ela, não há um só dia que não precise tentar mais de três vezes para conseguir falar com o namorado. “A ligação sempre cai no meio e tem dias que ficamos totalmente incomunicáveis”, desabafa Pérola, que já decidiu mudar de operadora. “Uma vez, brigamos sério por não saber que era uma pane geral. Ficamos achando que os dois tinham desligado o aparelho, quando, na verdade, a rede estava com problemas”, conta.

“A frequência já é tão grande que, por mais idiota que possa parecer, nem me aborreço mais, pois me ‘acostumei’ ao serviço medíocre”, afirma o estudante, Eudes Uchôa.

Com a Claro a realidade também não é diferente: “Fica sem serviço, a chamada não completa, fica mudo, cai a ligação e isso é bastante recorrente”, diz a administradora, Luciene da Cruz, cliente da operadora.

Nas mídias sociais, as reclamações são incontáveis. Basta fazer uma busca simples pelo nome das operadoras que chove resultados com queixas e desabafos. Uma internauta, no Twitter, posta: “´Tim, viver sem fronteiras. Sem sinal, sem paciência… E sem ouvidoria, pq parece q eles não sabem da lei de q toda empresa tem q ter uma”. No Facebook, uma imagem circulou no mural de muitos usuários com a frase “Essa pessoa tem um TIM e não aguenta mais ficar sem sinal”.

A prova de que a chateação dos clientes faz sentido é que companhias como TIM e Claro sempre figuram entre os dez primeiros lugares de listas do Procon-PE e Reclame Aqui (site que lista empresas mais reclamadas). Segundo o coordenador do Procon-PE, José Rangel, as maiores reclamações são o não cumprimento das vantagens oferecidas pelas promoções, que acabam piorando os problemas como falta de sinal e queda de ligação. Para Rangel, o maior problema de todos é a falta de investimento para atender a demanda gerada pelas promoções, o que acaba resultando em uma cobertura falha. “É preciso respeito com o cliente, dar o que é prometido, se não existe lastro de rede para essa quantidade de promoções, elas não deveriam ser oferecidas”, alerta o coordenador. A operadora Vivo, com 6,38% do market share no Estado, não está entre os primeiros lugares nas listas de reclamações, nem do Procon-PE, nem do Reclame Aqui. Pelo fato de agregarem uma fatia pequena do mercado, a cobertura acaba sendo melhor do que a das outras operadoras.

Por Duda Gueiros, de Informática

20/07/2011 06h26 – Atualizado em 20/07/2011 06h52 – GLOBO.COM- Mais da metade dos pais ‘espionam’ filhos no Facebook, diz pesquisa

20/07/2011 06h26 – Atualizado em 20/07/2011 06h52
Da BBC

Mais da metade dos pais no Reino Unido ‘espionam’ seus filhos no site Facebook, indicou uma pesquisa com cerca de 2 mil usuários encomendada por uma empresa de software.

Segundo a pesquisa, 55% dos pais monitoram os filhos através do site de mídia social e 5% só não o fazem porque não sabem como.

Quatro em cada dez pais checam regularmente o status dos filhos, outros 40% monitoram os perfis para monitorar as mensagens no mural, e 30% visitam a seção de fotos postadas pelos amigos.

O levantamento foi realizado pela empresa de pesquisa de opinião One Poll a pedido da fabricante de antivírus e softwares de segurança BullGuard.

Segundo o levantamento, mais de um terço dos pais admite estar sendo superprotetor ao monitorar os filhos pelo Facebook, enquanto 24% creem que a estratégia é a única maneira de saber ao certo o que os jovens estão aprontando.

‘Esses números certamente são surpreendentes a princípio’, disse o especialista em segurança da BullGuard Claus Villumsen.

‘Mas já que são conhecidos os casos em que terceiros tentam se aproveitar dos indivíduos online, é possível que muitos tenham preocupações legítimas.’

Um em cada dez pais admitiu que espionar o dia-a-dia dos filhos é a única razão de terem aberto uma conta no Facebook.

E dezesseis por cento dos pais disseram que até tentaram ser amigos dos filhos no site de mídia social – entretanto, 30% destes tiveram o pedido de amizade recusado, indicou a pesquisa.

Morre o Jornalista Carlos Cavalcante – 18/07/2011- Folha de Pernambuco

Segunda, 18 Julho 2011 02h01

MANOEL GUIMARÃES

Faleceu ontem, por volta das 6h, vítima de ataque cardíaco, o jornalista Carlos Cavalcante, de 62 anos. Ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (Sinjope) e da Associação de Imprensa de Pernambuco (AIP), ele vinha se dedicando a escrever biografias. “Há dois meses, ele vinha fazendo tratamento, por conta de um derrame pleural. Em junho, fez uma cirurgia e ficou meio abatido. Após sofrer outro derrame, precisou realizar uma drenagem, mas ele não resistiu”, lamentou a pedagoga Silene Maria Bezerra, esposa de Carlos há 17 anos, e com quem tinha uma filha de 11 anos. O jornalista tinha mais uma filha, fruto de casamento anterior.

Cavalcante começou a carreira em seu Estado natal, Alagoas, onde atuou como assessor de Imprensa. Em 1978, começou a trabalhar no Diário de Pernambuco, onde atuou por mais de vinte anos e foi editor geral e do caderno de Polícia. Trabalhou ainda no governo de Marco Maciel (1979-1982) e a segunda gestão de Geraldo Melo em Jaboatão dos Guararapes. Entre 2005 e 2009, foi assessor do prefeito Yves Ribeiro (PSB) em Paulista. Esteve à frente do Sinjope por um mandato e da AIP por dois, entre 1993 e 1999.

A gerente da Rádio Folha FM 96,7, Marise Rodrigues, destacou o papel de Cavalcante para a classe jornalística. “Ele teve uma participação importante nas lutas sindicais da categoria em Pernambuco, juntamente com Wilson Soares e Eliomar Teixeira. Faziam assembleias, tinham grande poder de mobilização. Tanto que posteriormente Carlos foi vice-presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). Uma grande perda”, declarou Marise.

Para o presidente da AIP, Múcio Aguiar, Cavalcante era “uma pessoa bastante dinâmica e vocacionada para o jornalismo”. “Ele tinha o dom de escrever. Construía uma manchete sem muito trabalho”, lembrou. Entre os títulos publicados pelo jornalista, estão sete volumes da série Mulheres que Mudaram a História de Pernambuco e biografias do ex-governador Nilo Coelho, do ex-ministro Djaci Falcão e do médico e presidente da Academia Pernambucana de Letras, Valdemir Miranda. Nos últimos meses, estava escrevendo obras sobre o médico Gilson Machado e seu filho, o ex-deputado Gilson Machado Filho. Cavalcante foi enterrado, ontem à tarde, no Cemitério de Santo Amaro.