Mês: novembro 2015

Na Alepe, deputado evangélico faz apelo para impedir volta de bebidas alcoólicas em estádios

colinsUm apelo contra a aprovação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios foi feito pelo Pastor Cleiton Collins (PP), no Pequeno Expediente desta quinta (26). A liberação está prevista no Projeto de Lei nº 2.153/2014, aprovado em Primeira Discussão na última terça (24) , e deverá voltar à Ordem do Dia do Plenário na próxima quarta (02/12), para votação em Segunda Discussão.

“A liberação em outros Estados está sendo questionada por Ação Direta de Inconstitucionalidade, de autoria do procurador-geral da República, Rodrigo Janot”, alertou o deputado do PP. “O artigo 13-A do Estatuto do Torcedor e a Resolução 01/2008 da Confederação Brasileira de Futebol proíbem o acesso de torcedores com bebidas alcoólicas nos estádios”, argumentou.

O parlamentar também registrou que cidades como Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) não autorizaram a volta das bebidas alcoólicas em eventos esportivos, e que Pernambuco e Minas Gerais registraram diminuição da violência com a proibição do consumo de álcool nos estádios. “O Ministério Público de Pernambuco também se manifestou contra a liberação, pois dentro desses espaços as ocorrências caíram para quase zero, com essa proibição”, registrou o parlamentar.Com informações do site da Assembleia Legislativa

Fonte

Marcosalmeidalocutor.wordpress.com

Collins: “Estou orando para ter segundo turno no Recife”

Deputado relatou que é preciso mais tempo de debate para os candidatos a cargos majoritários

Deputado estadual pelo PP, Pastor Cleiton Collins torce para que as eleições nos municípios de Jaboatão dos Guararapes e Recife cheguem ao segundo turno. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta quarta-feira (25), o parlamentar disse que o próximo pleito será mais curto e, por conta disso, seria preciso mais tempo para ajudar no debate de projetos dos candidatos aos cargos majoritários.

“Eu vou orar e pedir a Deus que aconteça no Recife (segundo turno), para que as pessoas possam analisar o aspecto. (…) A gente também tem que ter prazo para analisar as propostas dos novatos, daqueles que tem um plano novo para aquela cidade”, afirmou Collins.

“É muito ruim quando uma eleição vai se embora no primeiro turno. O povo tem que ter tempo, principalmente agora, que vamos ter pouco tempo de campanha. Então o segundo turno vai ajudar num debate melhor”, disse.

Mesmo não se colocando ainda como candidato à Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, Collins prometeu que, se um dia for prefeito da cidade, iria ajudar em resolver a questão do saneamento básico do município.

“Eu quero que o povo de Jaboatão mereça muito mais. (…) Um dia se for prefeito de Jaboatão, se Deus permitir, eu vou fazer isso. O que Jaboatão precisa é de saneamento básico. isso é questão de estrutura, de financiamento”, explicou o parlamentar.

Fonte

Blog da Folha

Collins diz que vai trabalhar para reverter votação

O deputado estadual Cleiton Collins (PP), contrário ao projeto de lei aprovado em primeira discussão na Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe) que libera o consumo de bebidas alcoólicas em estádios de futebol, acredita que a votação pode ser revertida numa segunda discussão. A declaração foi dada após o fim da sessão desta-feira (24).

Segundo Collins, como a diferença foi pequena, de apenas cinco votos, ele acredita que o quadro pode ser revertido e que não parou de trabalhar para que isso aconteça. “Tanto eu quanto Lucas (Ramos/PSB) estamos trabalhando. Tem a segunda votação”, disse, lembrando o ditado que diz que “quem ri por último, ri melhor”.

O parlamentar argumentou que Pernambuco precisa de politicas de prevenção e disse que não ia parar o debate. “O que aconteceu aqui foi um retrocesso”, afirmou.

Já o autor do projeto, deputado Antônio Moraes (PSDB), afirmou que Pernambuco foi um dos últimos Estados brasileiros a liberar o consumo de bebidas em estádios. Ele argumentou que, diante da situação financeira difícil dos clubes, dificuldade de a Arena Pernambuco se manter, não havia motivação para não aprovar a proposta.

“O Rio de Janeiro foi o ultimo lugar a liberar. Não havia a necessidade (de proibir). A questão da violência no futebol é a questão das organizadas. Vai provar o tempo que esse projeto não traz dificuldade, que vai ajudar os clubes pernambucos nesse momento”, defendeu.

Fonte

Blog da Folha

Câmara é homenageado por comunidade evangélica

IMG_1914

O governador Paulo Câmara foi um dos agraciados com o Prêmio “Saravida de Combate às Drogas 2015”, homenagem promovida pelo Ministério Recuperando Vidas com Jesus, instituição que presta assistência a dependentes químicos. A condecoração é um reconhecimento a pessoas ou entidades que estejam engajadas na luta contra as drogas.

A entrega aconteceu, na noite desta sexta-feira (20/11), durante um ato em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. Na oportunidade, também foram celebrados os 19 anos da instituição, que já atendeu mais 15 mil pessoas em Pernambuco. Após a solenidade oficial, a população aproveitou o Festival Gospel, promovido pela organização.

IMG_1933

Ao destacar o trabalho desenvolvido pela instituição, Paulo Câmara reiterou seu compromisso com a causa. “O Saravida tem feito um grande trabalho na recuperação de pessoas que precisam do apoio de todos. Eu só tenho a agradecer a essa iniciativa, e dizer que o Governo do Estado vai continuar a fazer parcerias fundamentais para que Pernambuco continue no rumo certo, continue recuperando os jovens, além de oferecer mais saúde, educação, segurança e mais empregos para todos nós”, afirmou o governador.

Fonte

Blog do Nill Júnior

Deputados aprovam venda de bebidas nos Estádios pernambucanos, em segunda discussão. Collins critica decisão.

Bebida 2

Sem alarde, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) acaba de aprovar, em segunda discussão, na manhã desta quinta-feira (3), projeto de lei que autoriza a venda de bebida alcoólica nos estádios pernambucanos. Foram 21 votos a favor e apenas 5 contra.

Na Alepe, deputado evangélico faz apelo para impedir volta de bebidas alcoólicas em estádios

Secretário de Paulo Câmara critica projeto que prevê venda de bebidas nos estádios

O projeto de lei havia sido desarquivado pelo deputado tucano Antônio Moraes no último dia 17 e mobilizou a bancada de oito de deputados evangélicos contra a iniciativa. O tucano acabou retirando o projeto porque havia uma série de medidas do pacote fiscal de Paulo Câmara em discussão.

Nas argumentações, a defesa da necessidade de gerar receitas para os clubes, bem como garantir o patrocínio da Itaipava para a Arena Pernambuco. Sem o nome na porta, a cervejaria chegou a ameaçar romper o contrato com a arena, construída pela Norberto Odebrecht. São estimados cerca de R$ 10 milhões por ano.

>> OAB-PE considera ´retrocesso´ venda de bebidas alcoólicas nos estádios

>> Novo comandante da PM diz que liberar bebida nos estádios ‘não vai mudar muita coisa’

Com problemas para manter o contrato com a Arena Pernambuco, o governo do Estado acabou não se metendo oficialmente na discussão. Por esta razão, não houve um encaminhamento da votação. Assim, não dá para dizer que houve uma derrota nem uma vitória palaciana. O líder da Oposição, Sílvio Costa Filho, votou contra a liberação, enquanto o vice-lider do governo Tony Gel votou a favor da aprovação.

Autor do projeto, o tucano Antônio Moraes (PSDB), deu entrada ao projeto de lei em 18 de novembro do ano passado, alegando que que ajudaria na viabilização econômica dos clubes. No dia 12 de maio deste ano, porém, surpreendeu a Casa ao anunciar a retirada da proposta da pauta Comissão de Constituição e Justiça (CCLJ) e o seu arquivamento.

>> Para liberar bebidas nos estádios de futebol, deputados dizem que torcedores já bebem fora deles

>> Deputados aprovam venda de bebida nos estádios pernambucanos por 18 votos a 13

A proibição de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol do Estado ocorreu antes da Copa de 2014. A medida pretendia reduzir os crescentes conflitos entre torcidas organizadas.

O deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP), contrário ao projeto de lei, disse acreditar que a votação ainda pode ser revertida numa conversa com o governador Paulo Câmara. O parlamentar argumentou que Pernambuco precisa de políticas de prevenção e disse que não ia parar o debate. “O que aconteceu aqui foi um retrocesso”, afirmou.

Fonte

NE 10 – Blog de Jamildo