Categoria: Pronunciamentos

Pastor Cleiton Collins explica atividade das Comunidades Terapêuticas

Pastor Cleiton utilizou  a tribuna da ALEPE no dia 27 de junho de 2018 para explicar o funcionamento e defender a  importância do trabalho das comunidades terapêuticas na recuperação dos dependentes químicos.  Este ano são comemorados os 50 anos de fundação da primeira instituição que cuida de pessoas com problemas envolvidos ao uso e abuso de drogas.

Pastor Cleiton: Um mandato que acredita na recuperação de vidas

Pastor Cleiton Collins faz uso da tribuna neste 27 de junho de 2018 para convidar os Deputados, e toda a sociedade civil, para o ”15º Mutirão pela Vida”,  promovido por comunidades terapêuticas de Pernambuco em parceria com a Casa, que acontece no pátio da Assembleia Legislativa, cuja motivação é atender dependentes químicos que estão buscando tratamento.

Pr. Cleiton Collins faz homenagem aos 70 anos da Sociedade Bíblica do Brasil

 

Para homenagear solenemente os 70 anos de fundação da Sociedade Bíblica do Brasil foi aprovado em Plenário o Voto de Congratulações de autoria do Deputado Pr. Cleiton Collins. A SBB É uma organização sem fins lucrativos dedicada a promover a difusão da Bíblia. “Além de fazer parte dessa missão de levar a palavra de Deus aos locais e países que o Evangelho ainda não alcançou, a SBB gera emprego e renda”, registrou o parlamentar em seu pronunciamento.

Pastor Cleiton Collins repudia “exposição cultural” em cartaz na UFPE

Pastor Cleiton Collins foi à tribuna, na Reunião Plenária do dia 31 de maio de 2018 para repudiar a exposição coletiva “Tramações: Cultura Visual, Gênero e Sexualidade”, em cartaz no Centro de Artes e Comunicação (CAC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), campus Recife.

Na avaliação do deputado, a mostra “fere os princípios da ética, da moralidade e da família. Entre as criações expostas, há caricaturas e distorções nitidamente ofensivas às religiões cristãs, com desrespeito aos objetos de culto”, definiu, descrevendo fotos de alguns trabalhos expostos, nos quais imagens da Bíblia, de Jesus e de santos católicos coexistem com as de órgãos sexuais. “Estão dizendo que é uma exposição cultural, mas não é isso que queremos ver na cultura brasileira”, acrescentou.

A indicação etária, de 14 anos, também preocupa o parlamentar. “Precisamos ter limites e proteger nossos adolescentes. A liberdade de expressão deve ser respeitada ao máximo, mas ela não pode ser usada como escudo para se fazer o que bem entende, ferindo outros direitos básicos”, sustentou, solicitando à Mesa Diretora que envie ofícios à UFPE e ao Ministério Público, solicitando esclarecimentos.

Cleiton Collins comemora Dia Internacional da Família

Comemorado no dia 15 de maio, o Dia Internacional da Família motivou o pronunciamento do deputado Pastor Cleiton Collins no Plenário. O parlamentar parabenizou os pernambucanos pela data.  “A família é a instituição maior de toda a humanidade, o nosso porto seguro. Desde a criação, Deus estabeleceu a família porque sabia que não era bom que o homem estivesse só”, frisou.

Pastor Cleiton Collins comemora os 500 anos da Reforma Protestante

Pastor Cleiton Collins usou a tribuna no Grande Expediente, dia 31 de outubro de 2017, para celebrar os 500 anos da Reforma Protestante.  Foi um evento histórico que de forma definitiva, mudou o mundo e teve impacto em todas as áreas da vida, não só na religiosa”, ressaltou. Ele ainda lamentou as perseguições sofridas pelos cristãos que se voltaram contra o catolicismo: “Alguns pagaram um alto preço para que estivéssemos aqui celebrando a reforma”.

Votação de indicação sobre retirada do termo “ideologia de gênero” é adiada

Pastor Cleiton Collins foi o autor de uma Indicação ao Ministro da Educação, que tem como objetivo retirar a abordagem sobre ideologia de gênero dos currículos em comum de escolas públicas e privadas de todo o Brasil.

O MEC quer aprovar o ensino dessas questões de gênero e o Deputado baseou seu discurso contra a ideologia. Houve grande discussão e os deputados defensores da corrente “ideológica de escolha de gênero” fizeram uma manobra, a fim de impedir a aprovação da proposta do Pastor Cleiton.

Ao final do debate pediu-se a verificação de quórum, e como houve um esvaziamento do plenário por parte dos que apóiam a ideologia de gênero, restando presentes apenas 20 deputados, a votação do documento foi adiada.